voltar

O AMOR DE DEUS

  Ao nos tornarmos observadores da vida, podemos notar que o amor de DEUS manifesta-se de várias maneiras e que muitas vezes nos passa despercebido, devido ao corre-corre do dia-a-dia.
  Quando nos afastamos da simplicidade, perdemos a sensibilidade de percebemos quanta beleza nos envolve, doada por DEUS para que nosso dia se torne mais belo.
  Que maravilha olharmos para o arco-íris, para o céu azul em um dia ensolarado, para as árvores que balançam com o vento que passa assobiando e os pássaros que deslizam no céu com seus cantos.
  Sem falar nos alimentos que nutrem nossas necessidades físicas e dos vários aromas que a natureza exala, através das flores, das plantas, do mar, da terra, perfumando a nossa caminhada pelo plano físico.
  Porém, para que possamos nos tornar observadores dessa majestosa obra da arte Divina, há necessidade de colocarmos nossa atenção voltada para essas maravilhas, aflorando assim, a sensibilidade no sentir, no tocar e no ouvir.
  Como descrer da existência Desse Grande Arquiteto?
   Desse PAI amoroso que preparou cada detalhe, para que seus filhos pudessem usufruir uma vida bela e harmoniosa.
  Vivemos com viseiras que nos impedem de enxergar toda essa obra de arte, que é a esplêndida natureza. Achamos que somos donos de tudo e estamos acabando pouco a pouco com o que resta.
  O que sobrará para nossos filhos e netos, a não ser a poluição dos rios, do ar e do solo?
  Os jovens que estão vindo com a missão de darem o prosseguimento ao progresso, estão sendo bombardeados de conceitos, incentivando cada vez mais a serem materialistas. Porém o progresso material deve ser acompanhado pelo progresso moral, onde através de uma consciência maior, a gratidão e o respeito possam ser atitudes que colaborem para que a natureza seja preservada.
  A escassez de alimento já começa a se tornar uma realidade mundial e a água poderá seguir o mesmo caminho, caso não tenhamos a consciência de que não devemos desperdiçar.
  Podemos sim, contribuir para não agravar ainda mais a situação de desequilíbrio, ao qual a natureza se encontra, pois o que ficou para trás não tem como mudar, porém podemos contribuir para que o amanhã seja menos doloroso, cuidando para que a obra Divina seja apreciada e utilizada com discernimento.
  O importante é termos a consciência plena, que se cada indivíduo que aqui habita fizer a sua parte, demonstrando seu amor a DEUS, através da gratidão pelo reconhecimento de tudo o que foi nos emprestado para que nossa vida fosse mais harmoniosa, estaremos contribuindo para que gerações futuras possam também ter o direito de poder apreciar as maravilhas que DEUS através de SEU amor nos ofertou com tanto carinho.
  Refletir no que se está contribuindo para preservação é necessário. No entanto, ter atitudes urgentes torna-se imprescindível.

APARECIDA

voltar