voltar

HAVERÁ AMANHÃ?

  Temos por hábito estarmos sempre adiando para o amanhã o que poderíamos estar fazendo hoje.
  São palavras que não são ditas e atitudes que não são tomadas.
  Sentimentos não exteriorizados e emoções reprimidas.
  Objetos que não são usados e a vida que passa desapercebida.
  Vivemos pensando no futuro, ansiosos pelo amanhã, tendo como prioridades maiores à busca dos prazeres materiais.
  Esquecemo-nos que a passagem pela Terra é muito rápida e não damos valor a cada segundo de nossas vidas, deixando de vivenciar as coisas mais simples, porém as que trazem a satisfação ao ser interno.
  É no aqui e agora que podemos aproveitar as oportunidades, as experiências tornando-nos mais maduros para o amanhã, isto é se realmente observarmos que em todos os fatos e acontecimentos existem lições muito sutis, que contribuem em nossa caminhada tornando-nos mais preparados.
  Aquele que transita pela vida sem se tornar um observador, principalmente de si mesmo, perderá a chance de dar passos largos em sua evolução espiritual.
  Quanto tempo se perde nesta passagem terrena com coisas que não levam a nada, não trazem benefício algum, tornando o ser mais preso a dor. Temos como exemplo a mágoa, o ressentimento, o egoísmo, o apego, sentimentos nefastos que proporcionam ao ser tanto sofrimento, pois a consciência não poderá ser livre e feliz enquanto estes sentimentos ainda habitarem seu coração.
  Precisamos estar sempre conscientes que a vida terrena é apenas uma passagem, onde buscamos a evolução, aproveitando todas as experiências que ela nos oferece. Cada segundo, cada minuto deve ser aproveitado ao máximo, pois toda a bagagem que pudermos armazenar dessas experiências, nos proporcionará como espíritos eternos que somos, a paz e alegria do dever cumprido.
  Mágoa, ressentimento, ódio, egoísmo, tristeza são sentimentos que só estarão ocupando um espaço em nossa bagagem, trazendo mais tarde o arrependimento por não ter ocupado melhor o espaço do coração.
  Nossa mala deve estar sempre preparada, pois o amanhã é incerto e só a DEUS pertence. Deixarmos para amanhã oportunidades de sermos felizes, dando mais valor o que temos e o que somos é pormos em risco a nossa felicidade.
  Por esta passagem ser muito breve, precisamos refletir o que é mais importante para nós, tendo a consciência que tudo o que plantamos colhemos e se queremos que o futuro seja melhor, esqueçamos tudo o que é de negativo do passado, procurando viver o presente, gratos a DEUS pela oportunidade de mais uma vez reencarnados, termos a possibilidade de sermos e vivermos melhor.

APARECIDA

voltar