voltar

CONEXÃO COM A ALMA

  Segundo conhecimentos espiritualistas, a estrutura do homem terreno não é baseada simplesmente no corpo físico e sim em um complexo energético, que somado ao corpo carnal vem formar todo o ser.
  Os três campos de energia mais próximos ao físico que são: etérico, emocional, mental-físicos, formam a trilogia do ego e são a sede de nossos instintos. São eles os responsáveis em incentivar atitudes, que podem nos deixar estacionados em condições mais densas, como por exemplo, o ciúme, a raiva, o ódio, a inveja, a tristeza, o orgulho, enfim todo sentimento inferior.
  Ao buscarmos conhecimentos mais sutis, vamos compreendendo que o propósito de cada consciência encarnada é aprender a controlar e sublimar estas condições inferiores, que são responsáveis em criar desequilíbrio no corpo físico.
  Depois do mental-fisico vem o quarto campo energético que é a alma. Ela é o nosso “EU Superior” enquanto estivermos encarnados em um corpo denso. Ela é como um arquivo, onde está registrado tudo o que fomos e passamos de bom e ruim em vidas passadas, como também todo o planejamento para a vida atual.
  Ao controlarmos e sublimarmos as energias mais densas, o contato com alma se torna mais amiúde e os caminhos a serem trilhados, já não são mais escolhidos através da personalidade egóica e sim guiados pela energia da alma, que através da intuição, conduz o ser por caminhos que o levarão a cumprir a maioria de seu planejamento reencarnatório. O contato maior com a alma torna a consciência mais serena e a ansiedade começa a se dissipar.
  Quando vivemos somente o mundo das aparências, o contato com o ser interno que nos rege e nos guia, torna-se distante, pois o ego está sempre tentando atrair sutilmente a atenção da consciência física, com situações que possam aprisioná-la aos valores materiais, tornando-o cada vez mais um escravo do mundo ilusório, permanecendo assim, como um cego para os valores nobres, usando dos seus instintos mais mesquinhos para satisfazer os seus prazeres físicos. Com estas atitudes podem atrair energias que vibram na mesma sintonia, tornando-se presa fácil a forças involutivas, que usam e abusam das consciências, que ainda por serem personalidades imaturas se deixam levar, como teleguiados, por caminhos que só trarão infelicidades.
  Quando o ser inicia a prática da auto-análise, buscando vigiar e melhorar-se a cada dia, a libertação ocorre, tornando-se dono de si mesmo, não se importando mais com o que dizem e sim com seu bem-estar íntimo, deixando-se conduzir por um sentimento de paz, que emerge do fundo de sua alma e que lhe indica o caminho correto.
  Quando cada consciência terrena descobrir o potencial que habita dentro de si para ser feliz e deixar de ser escravo de valores meramente materiais que o aprisionam a condições inferiores, a humanidade se libertará da dor, pois assim o Mestre Jesus nos disse: “Conhecerás a verdade e a verdade te libertará. Eu sou o Caminho a Verdade e a Vida”.
  Que a conexão com a vossa alma seja o caminho que o leve a libertação de tudo o que é inferior, guiando-lhe para o encontro com a Verdade, pois não podemos nunca nos esquecer, que aqui no plano físico estamos somente de passagem.

APARECIDA

voltar