voltar

vida na areia

SEGUE A LUZ

  Ó Filho meu! Porque tantas lágrimas rolam em teu rosto? Senhor!
  Por muito tempo permaneci caminhando pelas trilhas da ignorância espiritual.
  Muitas vezes hesitei em seguir a Luz.
  Tua voz, certamente clamou em meu íntimo muitas vezes, alertando-me dos perigos dos fatores materiais em que estava envolvido. Caminhava perdido, não reconhecendo as realidades superiores que a Tua luz sempre me indicou.
  Minha devoção a Ti era efêmera e também baseada em pedidos incoerentes, levados pela minha egoísta natureza humana.
  Inconformado, não aceitava o que se apresentava em minha vida, colocando em Ti, a responsabilidade que só a mim cabia.
  Muito sofri. Tremenda dor oprimia meu coração, nada preenchia o vácuo que habitava meu íntimo.
  Não suportando mais o gosto amargo do desvio, cai de joelhos e cego pela escuridão de meus infortúnios, clamei a Ti no fundo da minha alma.
  Agora, Tua voz serena, porém austera, ecoou em meu ser como um trovão que purifica a atmosfera após a tempestade. Nunca havia te escutado com tanta clareza. Foi como um despertar para outra realidade.
  Fala Senhor! Pois quem Te escuta é minha alma redimida, que após cansado de tantas lutas percebeu o Teu chamado.
  Ó Filho meu! Atenta ao que vou dizer-Te.
  Até agora te encontravas embevecido pela ilusão das formas materiais.
  Perdido no meio da escuridão enveredastes por caminhos distantes, que te desviaram do real destino onde deverias chegar. A incoerência havia selado teus olhos, com a argamassa do orgulho e do apego e as distrações efêmeras da matéria fizeram esquecer-te de tua tarefa maior. Surdo pela prepotência e a soberba não ouvistes o chamado da Luz.
  Caindo em si, percebestes o quanto estavas enganado. Até então estavas sendo guiado por teus corpos inferiores, mas a luz da compaixão realizou uma cura espiritual em ti.
  Sei que renunciar é muito difícil para os inexperientes como tu, porém serás abençoado se deixares para traz os prazeres mundanos e os sentidos carnais.
  Agora o conhecimento da Verdade deve ser o teu ideal maior, que iluminará tua mente em busca de caminhos mais retos.
  Servir teus irmãos sem esperar recompensas, seja o motivo das tuas ações e do teus pensamentos, pois essa é a Minha vontade. Minhas obras devem ser erigidas com a argamassa do amor, não importa se com teu sucesso ou insucesso. Se esperares recompensas em teu trabalho altruísta, facilmente cairás nas malhas da ilusão novamente.
  Agora que conhecestes onde está a Luz da realidade da vida, acolhe de mãos vazias para que abra espaço nelas no intuito de doar ainda mais a essência do amor, vê teu próximo como teu verdadeiro irmão.
  Onde houver a discórdia leva a união, onde houver o ressentimento leva a paz, onde houver as trevas leva a luz, assim como a ti foi feito.
  E se algum dia te perderes na escura noite das provas que tens a passar, lembra que és filho do Universo e herdeiro da Luz que te guia.
  Apenas segue-a.


EFRAIM-Uma consciência intraterrena de Davhana

Canal - José Roberto Gomes

voltar