voltar

CORPO FÍSICO-EMOCIONAL

 CONCEITOS

• Emoção é um reflexo da mente no corpo físico.
• A constituição desse corpo é formada pelas emoções que nascem de nossos posicionamentos acerca das informações que recebemos. Aquelas que julgamos importantes damos crédito, dirigindo intensas forças de impressão que se instalarão no corpo emocional, manifestando-se na forma de idéias fixas, carregadas de intensa emoção. Essas cargas de energia emocional causam alterações no sistema celular do corpo físico-emocional.
• As emoções podem ser tanto positivas como negativas, depende da interpretação que se tem dos fatos.
• Emoções negativas ou formas de sofrimento: medo, raiva, ressentimento, angústia, ansiedade excessiva, autopiedade, culpa, ira, ódio, depressão, ciúme e até mesmo uma leve irritação.
• Emoções positivas: amor, ternura, alegria, compaixão.
• O corpo emocional é um sensor que acusa o modo como lidamos com os acontecimentos. Cada grupo de células dele reflete uma emoção no corpo físico e grande parte das alterações metabólicas do organismo físico, têm sua origem no desequilíbrio emocional, originando bloqueios e conflitos, sobrecarregando-o com vibrações nocivas, incorrendo em inúmeras doenças.
• Sua cor vai do alaranjado forte aos matizes mais próximos do amarelo, dependendo da lucidez ou conflito dos sentimentos ou da energia que o determina.
• Quanto mais estivermos conscientes da carga de energia emocional que nos afeta, menos suas ações nocivas se manifestarão, porém quase sempre não estamos conscientes do que estamos sentindo e nos identificamos com o sofrimento emocional, isto nos impede de saber lidar com o sofrimento.
• Neste corpo estão instaladas as emoções que são criadas na existência atual e as que têm origem em vidas passadas.
• Enquanto depositarmos nossas emoções em algo externo, seremos vulneráveis. Um modo de não nos coligarmos com o sofrimento é reunindo todo o nosso sentimento no profundo do ser, estando completamente conscientes do que estamos sentindo no momento.

"O SIGNIFICADO DE SER “EMOCIONALMENTE INCONSCIENTE”

 • Dificuldade para se livrar de profundo sentimento de abandono e incompletude ou como pode ser chamado identificação com sofrimento emocional. A emoção não cede lugar à silenciosa presença do ser interior, que está revestido com o corpo da alma.
 • Incapacidade de identificar e controlar a vazão dos sentimentos, os impulsos de renovação e expansão não se fazem notar em toda a estrutura da personalidade emocional.
 • Oscilações entre amor e ódio, atração e agressão, desconhece que tudo depende da estabilidade e do nível de sua sintonia interna e calar os sentidos é fator determinante na focalização da mente no centro da alma.
 • Cultivo de idéias fixas que se identificam e alimentam o campo energético do sofrimento. Instruções superiores são bloqueadas em vias congestionadas pelo medo e pela dúvida.
 • Falta de concentração e atenção no sentimento que está se manifestando no momento atual (efeito piloto automático).
 • Forte tendência de identificação com o que é negativo. Não aprendeu a perceber na escuridão a presença da luz.
 • Anseio pela busca da satisfação de emoções fortes e coisas externas. Não percebe que toda necessidade verdadeira é suprida pela manifestação da abundância universal.
 • A simples observação inocente de alguém a nosso respeito, fere intensamente o estado de espírito, causando impaciência, irritação, ressentimento chegando até ao ódio.
 • Identificar-se com o sofrimento dos outros, ou senti-lo. Não conhece a atitude de transmitir calmamente uma força que pode neutralizar e transformar de imediato qualquer sentimento baseado no sofrimento emocional das pessoas. Isso o afasta do trabalho interior.
 • Estar sempre preocupado com a própria felicidade. Dificuldades e fracassos não são admitidos como fases e ferramentas para o crescimento próprio, não percebe que o mais importante não é sucesso no trabalho externo, mas o desenvolvimento do poder de receber e transmitir a força que emana da alma.

POR QUE O CORPO FÍSICO-EMOCIONAL ADOECE

 O corpo emocional também está sujeito às doenças e degenerações. O anseio, o medo, a raiva a preocupação a carência intensa, todas essas formas de sentimentos são originadas nesse corpo. Quando sentimos o corpo físico tremer de raiva por exemplo, esta vibração está sendo primeiramente sentida no corpo emocional e milésimos de segundos após, é sentida no corpo físico mais precisamente na região do umbigo.
 Sistemas rígidos de crenças, fixação em breves prazeres como sexo, comida, bebidas, drogas, como também complexos emocionais vindos de vidas passadas, exercem significativa influência nas atividades emocionais.
 Como são padrões distorcidos gerando constante interferência no fluxo dos sentimentos, acabam provocando distúrbios nas células energéticas do corpo emocional, principalmente na região do Chakra Umbilical (emocional inferior) e Chakra Laríngeo (emocional superior).
 Essa identificação com processos emocionais distorcidos acaba se tornando um estado normal da maioria das pessoas. Nesse estado estamos sendo governados pelas emoções sem ter consciência do que está ocorrendo. Não percebemos bem essa situação porque ela já faz parte de nossas vidas, chegando ao ponto de negarmos a situação de desconforto do sofrimento emocional, que acaba ficando imperceptível pelas raras vezes que estamos conscientes do que está se passando no momento.
 A inconsciência causa sofrimento e não reconhecemos isso nos identificando com sentimentos de baixa vibração. Não percebemos o que está acontecendo dentro de nós, não vigiando nosso espaço interior, não sendo capaz de observar o sofrimento que se aproxima para causar dor.

Corpo Físico-Emocional com áreas de pontos apagados (regiões escuras)

MUDANDO OS VELHOS PADRÕES EMOCIONAIS

 Mudar expressões arraigadas no corpo emocional, requer grandes reajustes e transformações.
 Poderá ser sentido por muitos como um apelo à confirmação dos próprios votos interiores a um chamado que vem da alma que habita o ser. Um forte impulso de renovação e expansão que se faz notar, fortalecendo as bases para um verdadeiro processo de cura.
 Dar atenção as emoções como medos e desejos, estar presente observando o que esta sentindo no momento é se tornar um ser emocionalmente “consciente”. Quanto mais nos tornamos conscientes de nossos sentimentos mais estaremos dissolvendo cargas Kármicas de vidas passadas. O propósito interno estará mais claro e o contato com a alma será mais amiúde para termos acesso a direção correta em nossa jornada de vida.
 A partir do estado de presença, o ser se sintoniza com o propósito de sua própria existência, reconhece a energia que está a sua volta e se une a ela espiritualmente, aderindo ao plano de sua reencarnação que no interior de sua alma está desperto, projetando-se a um caminho de ideais elevados, levando-o à cura interior.
 A ti cabe seguir esses padrões!...

voltar