voltar

ANATOMIA DO CORPO ESPIRITUAL - PARTE 2

1 - CORPO FÍSICO - EMOCIONAL

  Cor: Alaranjado
  Sentido: Emocional Inferior,
  Bases: Instinto
  Sentidos Físicos: Olfato, audição

Introdução:

O aspecto que abrange este corpo predomina no sentido emocional inferior do ser.Segue também influências de leis bastante densas, que são originárias do corpo telúrico da Terra.:
 Em se tratando de postura espiritual, sua constituição já é bem mais sutil do que o denso Físico-Etérico, entretanto sua formação é ainda bastante compacta em comparação ao seu duplo, que é o Emocional- superior (5o corpo do complexo espiritual).
 Sua característica principal é coordenar e administrar todas as emoções que são próprias do ser em sua caminhada evolutiva a nível material. O seu contato com o nível físico é através do chakra umbilical, que age como antena principal no trabalho de transmissão da energia sutil à energia física, que atua nos sensores do cérebro (os neurônios).
 Sua construção celular é de partículas sub-atômicas, que giram em seu núcleo, gerando uma energia com freqüência moderada. Em sua órbita os elétrons atingem tal fricção, que a energia despendida forma uma luminescência de cor alaranjada, como se milhões de vaga-lumes alaranjados, fossem formando uma silhueta humana, até constituírem o corpo iluminado de matiz alaranjado.
 Seguindo o exemplo dos vaga-lumes, como átomos do corpo, quando há certa “parada” no ritual de sua atuação, por algum motivo, o corpo emocional inicia o que chamamos de “adoecimento emocional”.
 Partes localizadas dessas paradas geram certo Black-out de energia e dependendo da localização, essas emissões espúrias geradas pela falta de energia, acabam por transitarem através do Físico-Etérico, mandando “sinais” negativos aos milhares, à corrente nervosa do corpo físico, conduzidas pela circulação de hormônios e glândulas do sistema endócrino, chegando ao complexo cerebral que devolve os sinais defeituosos, através de informações codificadas por atuação despadronizada emocionalmente.
 Se os vaga-lumes, por exemplo, da região umbilical estiverem com atuação despadronizada, essa energia perdida pode gerar lá no corpo físico, mesmo que através de uma emoção, sentimentos de discórdia e revolta, por essa região ser a principal região ligada ao cérebro, para atuação do código que está programado para tais sentimentos atuarem no ser.
 Se caminharmos no aprofundamento desse estudo, vamos ver que cada parte do cérebro humano responde a impulsos, que são gerados pelas diversas camadas dos corpos, que formam o complexo espiritual da consciência humana.
 São fios (milhares deles), ligados aos pequenos vaga-lumes de cada corpo. Para que uma energia espúria possa fazer o caminho ao contrário de sua normal atuação, ou seja, do físico para o espiritual (o caminho normal é espiritual para o físico), basta apenas que o ser possa dar passagem para que em sua vivência, seja ela qual for (emocional/mental), situações de conflito transitem no sentindo inverso, isso contamina a harmonia da energia dos pequenos vaga-lumes do corpo afetado (emocional/mental), roubando-lhes a capacidade de atuarem beneficamente em sua tarefa redentora de iluminarem e energizarem o corpo a que atuam.
 No caso do emocional, acontecimentos fricativos como: discussões, desentendimentos, situações geradas por ansiedade e egoísmo podem causar sérios danos aos vaga-lumes desse corpo. Uma vez um ponto, um grupo dessas células iluminadas percam sua capacidade harmônica, como o corpo é uma estruturação ainda muito concreta e densa, da mesma maneira que iluminam também sua constituição afetada, pode gerar sérios bloqueios, iniciando-se no emocional do duplo etérico, levando dificuldades para uma boa atuação no campo físico.
 Pessoas com anomalias emocionais, geralmente tem grande porcentagem desse corpo afetado (vaga-lumes apagados), em sua rede energética. Essa contaminação apresenta-se sob diversas formas, desde retraimentos e introspecção até sentimentos de pura raiva e ódio pela situação gerada.
 Quando essa situação ameaça se tornar um caos energético para o complexo espiritual, então a somatização dessas energias já são notadas no corpo físico, através do adoecimento de órgãos, geralmente localizados na região do umbigo
 Para que o ser possa ser atraído a buscar uma situação curativa de qualquer forma, o organismo expressa seu descontentamento, através da dor que tem e este é outro código gerado pelo cérebro, vindo do corpo espiritual (4o corpo), que interage através da ação dos corpos mais sutis acima do espiritual. Isto causa um certo desconforto, levando o ser a buscar ajuda mesmo que por caminhos ainda restritos a cura acadêmica da Terra. Observando todo esse procedimento, temos então basicamente, todo o processo em que o corpo emocional atua no ser.

   -Nível Etérico- Inferior: (chakra básico)

No primeiro nível (chakra básico), podemos observar que as emoções estão bastante voltadas para a energia da terra, que proporciona ao corpo emocional, subsídios para avaliar a intensidade de sentimentos emocionais enviados para o externo corpo físico.
 Se pudéssemos analisar essa tarefa do 1o nível com uma visão mais ampla, poderíamos dizer que a contribuição de sua energia no corpo emocional inferior é bastante significativa, por se tratar de um sentimento levado a processar energias telúricas que vem da terra e concatená-las com a freqüência exata dos sentimentos que são oriundos desse corpo (emocional inferior).
 A camada que cobre o leito de energias que migram para o corpo físico é revestida de composições e átomos, que com sua excitação, provocam sempre maior intensidade na irradiação para formar o sentimento. Como tudo isso está ligado ao corpo telúrico da Terra, o que resulta desse processo são sentimentos como paixão, excitação sexual e atração física. Esses sentimentos são originários dessas zonas, que por serem opostos ao sentimento mais Yang, do emocional superior, são confundidos por grande parte dos seres, como amor, compaixão e respeito.
 Na condição de sentimentos levados por energias telúricas, quando não estão desequilibrados, apresentariam freqüências que por simples trânsito pelo corpo emocional inferior, essas emoções não trariam influências maléficas ao ser. A simples passagem pelo corpo emocional inferior, proporciona vantagens para que estes sentimentos sigam caminho à transformação em zonas mais altas, acima do corpo espiritual, pois essa é a razão de todo esse processo. Porém, se não tratados devidamente como tal, essas energias podem tornar-se nocivas, trazendo em sua irradiação elementos espúrios, contaminando todo trajeto por simples acúmulo dessas energias na base do corpo emocional inferior.
 A rotação dos átomos que constituem essas energias reveste sua dispersão, causando à inversão do sentido “horário” do chakra básico . Uma vez isto ocorrido, poderemos observar que tal procedimento vai fazer com que a energia que antes era positiva em sua formação, agora se torna negativa e altamente radiativa, contaminando toda região irrigada pela energia do chakra básico.
 Os sintomas de um chakra básico bloqueado no corpo emocional inferior, trarão desconforto ao ser, principalmente na região genital e dependendo da intensidade da energia espúria que estiver atuando no momento, até perdas dos órgãos físicos desta região poderão ocorrer.
 A profilaxia sugerida para estas descontinuidades, certamente é ações preventivas contra todo processo de exageros em sentimentos dessa área.
 O tratamento para procedimentos levados a excessos da utilização da energia sexual, sempre levará a distúrbios dessa ordem. Portanto, a abertura da consciência, o processo de auto-análise e aceitação para mudanças intrínsecas a sexualidade, sempre trarão um bom andamento para que a fonte da energia nesse chakra, possa irrigar todo o ser com irradiações ordenadas, equilibradas e harmoniosas, para que surjam sempre situações de controle para as emoções que circundam esta área do corpo físico emocional.

   -Nível Emocional- Inferior: (chakra umbilical)

 Nesta região, pode-se observar que a energia se constitui de sentimentos mais voltados a sensação do ser. Apesar de sempre haver mesclas com seus chakras vizinhos, este setor do corpo emocional inferior vai trazer a condição ao ser de se relacionar com sua capacidade de aumentar ou diminuir a proximidade do indivíduo com o meio.
 Com bases solidificadas na expressão, cada ser apresenta características totalmente diferenciadas uns dos outros. Enquanto uns apresentam sensações muito físicas, outros já utilizam sensações mais sutis. Isto quer dizer, que se houver um local com temperatura relativamente baixa (frio), o indivíduo de condição mais física, apresentará certo desconforto quando este estiver acima dos padrões do corpo físico (abaixo 15oc).
 Já a condição de sensação de um indivíduo de característica mais sutilizada, detectará neste local uma pressão maior que é emitida pela condensação do ar, que está carregado de água pela umidade relativa constatada no ar. Essa pressão é sentida por intermédio do chakra umbilical, quando em condição normal de operação, que capta essa sensação e distribui através do sistema nervoso por todo organismo emocional, sendo transmitido pelas ondas emitidas pelo impulso rotativo do chakra em operação.
 Em termos de organização espiritual, essa sensação capacita o ser de se nortear em locais que possam estar contaminados de energias espúrias e involutivas. Quanto mais equilibrado a energia do chakra umbilical, maior a capacidade de observar, sentir e porque não apalpar a energia que rodeia o ser.
 Quando a sensação é muito densa, perde-se o tato emocional. É como se pudesse perder a visão ou estar em local bastante escuro. Somente o tato pode observar, pode trazer respostas do que se está encontrando pela frente.
 Já a sutilização e aprimoramento dessas energias traz segurança, pois internamente o ser não se preocupa em estar num lugar desconhecido, apesar de não utilizar a “visão” emocional, ele sabe que automaticamente suas defesas indicam-lhe como instrumento preciso onde está pisando.
 A base para uma saúde emocional para o chakra umbilical é apresentada através de treinamento da capacidade de observar e sentir o que pode estar acontecendo a nível sutil a sua volta. Aprender a sentir, deixar que as forças do umbilical possam atuar para rastrear o campo é condição favorável para um bom desenvolvimento nesta região.
 Há arrepios?
 Há sentimentos de pressão?
 Há sensações de que o local esteja equilibrado ou desarmonizado?
 Tudo isto é bastante característico de sentimentos que podem ser treinados, adestrados para uma favorável atuação do ser onde estiver.
 Essa é a área em que o corpo emocional se comunica com todo o complexo energético do ser. Através das emissões de energia pelo canal umbilical que transitam as informações ao etérico físico e corpo físico.
 Quando esta região apresenta bloqueios é possível o ser apresentar certos distúrbios e oscilações térmicas no corpo físico. Febre às vezes, sem natureza ou calafrios, que gelam o corpo e que nenhuma coberta pode aquecer. Geralmente, sempre sem causa aparente, esses são característicos sintomas de bloqueios do umbilical no corpo emocional inferior.
 A profilaxia para atender uma salutar caminhada do ser em sentido a evolução desse nível é acompanhar conscientemente todas as sensações que nascem em seu íntimo.
 Qual a capacidade de captar as condições climáticas, ambientais de que se encontra?
 Se a sensação é envolvida por uma condição de simples espasmos físicos, isso é risco, pois o indivíduo poderá estar caminhando no escuro, com possibilidade de prejuízos materiais no corpo físico.

   -Nível Mental-Inferior:(chakra esplênico)

 Neste nível vamos encontrar condições energéticas para a propagação da “expressão” do ser. Neste ambiente se traduz todo o processo do ser se expressar. Condições favoráveis para mostrar o que se passa em seu interior são levados a formação de um olhar, um aceno de mão, um gesto... tudo o que se pode apresentar como uma comunicação interna.
 Nesse ponto o corpo emocional sempre estará gerenciando fatores que levam o ser a apresentar sua necessidade, seus anseios, seus ideais. É onde cada consciência mostra sua capacidade de comunicação.
 Quando as ordens desses fatores são prematuros, inexperientes, então há certa distorção na maneira de expressar sentimentos mais nobres, o que não ocorre com seres mais experientes, que em suas várias encarnações observaram atentamente todo o processo evolucional. Esses já em sua expressão utilizam gestos mais majestosos, angelicais para exprimir suas intenções e sentimentos internos.
 A paciência, a resignação, a compreensão e o perdão fazem a expressão de um ser em estado evolucional adiantado, enquanto que a revolta, a injúria, o descontentamento são características das consciências que abrangem grande parte de seres imaturos. Nesse caminho evolucional quando não há uma compreensão do estado de abertura e mudança, energias condensadas e espúrias, acabam segregando-se nesse nível, fazendo com que a rotatividade da energia do chakra, perca sua excitação equilibrada, causando atraso ou até em certos casos, obstrução da energia que circula ao caminho da transformação.
 Variantes nesse caso são sempre a dispersão do ser para os acontecimentos em sua volta. Tudo o que ocorre deve sempre passar por séria análise interna, para que seja filtrado o enredo experienciado.
 Caberá ao ser transformar toda a energia involutiva de passagens em seu estágio reencarnatório. Isso pode acontecer dependendo do rumo dado ao consciente para registrar o acontecimento.
 Certos pontos são primordiais a serem observados quando da auto-análise:
 Como essa energia pode estar me envolvendo?
 Qual o grau de intensidade do envolvimento com o acontecimento?
 O que essa energia está causando em meu ser?
 Qual a expressão de significância que meu ser interno deu para o acontecimento?
 Quando observados alguns desses itens, sempre há uma resposta a ser recebida internamente para tais perguntas. Isso vem beneficiar a ascensão do ser que sempre atento ao que acontece a sua volta, equilibra a energia do 3o nível (chakra mental), fazendo com que sua expressão maior seja o espelho de sua alma. Olha dentro dos olhos, observa os gestos e com certeza estarás desvendando segredos internos desse alguém.
 A expressão abrange todo o aspecto desse nível e regula a formação espiritual, trazendo subsídios para que o ser possa equilibrar e gerenciar sua atuação diante das etapas da vida encarnada, seja nas vicissitudes ou nas fases de ascensão, este nível quando fortalecido e devidamente equilibrado trará paz e harmonia para o ser.
 A profilaxia indicada para um processo de desajuste deste nível, primeiramente associa-se a uma visão expansiva para tudo o que possa ocorrer. É importante que seja antes de tudo, observado por profunda auto-análise, trazendo uma formação preventiva, prevenção essa que atuará na energia do campo físico, trazendo saúde aos órgãos digestivos, sistema circulatório e expansão espiritual.

   -Nível Espiritual: (chakra cardíaco)

 A proporção de energia neste nível é característica de condições especiais, para que todo o sistema energético seja compensado por transformações que ocorrem tanto de baixo para cima, como de cima para baixo.
 Esse é o estado de “Entrega” do campo energético. A tarefa de servir apresenta-se bastante evidenciada, pois podemos dizer que aqui se processa a transformação de energia, aqui transitam energias que sobem para serem sublimadas, como também descem energias para equilibrarem o ser (depuração).
 A capacidade que o ser tem de se entregar em seus sentimentos é moldada neste nível, estando aberto, excita em freqüências energéticas que constituem o matiz esverdeado pela sublimação da energia que vem de zonas mais baixas e a depuração das energias que descem das altas regiões do ser.
 Saber sentir e seguir o sentimento nobre que este nível conduz, está ligada a condição do ser em relação às experiências e provas a que foi levado. Basta apenas saber que a “Entrega” é uma condição a ser alcançada. Por entrega, deve-se aqui entender a possibilidade de cada indivíduo assimilar cada ponto de sua jornada, consciente do aspecto a que está envolvido em sua reencarnação. Estar integrado com sua “tarefa de vida”, compromissado com a verdadeira expressão que é à base de nível.
 Ter em si, relativamente à confiança que os passos dados já não são de seu consciente esquerdo, mas totalmente direcionado pela Misericórdia Divina. Quando este estado é atingido, podemos dizer que há uma entrega real do ser a sua própria vida. Movimentos como esse -o de integração e conscientização espiritual - é um compromisso com a Força Divina que permeia todo o nível, deixando suas marcas de atuação, como equilíbrio da força que move a energia rumo aos campos mais densos.
 As energias que vem dos níveis mais baixos, são levados à condição de sublimação e passam por aqui quando este nível não está bloqueado por segregação energética espúria. O fluxo normal proporciona a passagem para energias enviadas, a fim de mudarem seu estado de negativa (telúrica) para positiva (cósmica) e vice-versa. Esse fluxo leva a circulação energética por todo o corpo emocional, trazendo um estado de luminescência esverdeada, muito clara na região do cardíaco. Não havendo esse fluxo normal, interrompe-se a circulação e dependendo da situação que ocorreu a interrupção, essas energias tomam um aspecto acinzentado que podem chegar a contaminar o corpo etérico, atingindo o corpo físico, causando sérios danos a região cardíaca do ser.
 Indivíduos com esse chakra obstruído podem apresentar patologias cardíacas e pulmonares (angina do peito, enfarto do miocárdio, complicações pulmonares como pneumonia crônica e até tuberculose).
 A falta de compreensão do estado de “Entrega” a vida, faz com que essas zonas sejam atingidas através de sentimentos de insegurança e falta de fé. Não há como acreditar se não há base para tal crédito.
 A Transformação vem do consciente direito, desde que cada um possa estar aberto para a mudança necessária.Se esse processo é apenas superficial, as raízes do conhecimento foram edificadas na pedra e não vingam.
 Um processo de transformação verdadeira permeia todo o ser pela “Entrega” que é feita a Força Maior, por saber que o caminho está aberto não para apenas ser seguido, mas pela confiança de que além de seguido, seja também iluminado!

   -Nível Emocional-Superior: (chakra laríngeo)

 Numa condição muito mais espiritual, num nível muito mais sutil, este nível vibra na condição de uma sensação intuitiva, onde as atuações e os caminhos de um ser são muito mais nivelados, abalizados, pois esta é uma situação que para muitos seres encarnados alcançar, devem estar bastante equilibrados.
 Neste nível já não se nota indicações ou vestígios do instinto do inferior. As sensações já não são sinestésicas e o tato já não mais gerencia o sentimento da percepção. Aqui, bem mais acima, aspira-se energias muito mais sutis quanto ao sentir. São contatos de campo energético para campo energético de dois seres. Não há mais distancia e muito menos separação. A sensação da busca do vento no instinto é aqui forte intuição de que alguém se aproxima com suas aragens perfumadas e suaves. A sensação superior de que algo está para acontecer e não há dúvidas se esta energia vem do estado superior do ser. Sente-se que do fundo da alma invade uma fragrância que não se tem idéia de onde venha.
 Quando este chakra está aberto esta sensação é bastante forte e a condição natural é ter uma vontade de seguir adiante com toda a força do ser.
 Muitos ainda não sentiram a sensação de liberdade do laríngeo, que impulsiona o ser a frente com persistência e perseverança, pois atinge-se graus de freqüência que vibram no fundo do ser.
 Este estado profundo abrange o ser que vivencia os níveis mais abaixo e a sensação instintiva já não faz mais parte, porque a condição física dos níveis inferiores não interfere nos sentimentos e emoções do ser.
 Quando a sensação de atração no instinto é compreendida e bafejada pelo intuitivo, esse contato já não se torna tão físico e dois seres que chegam a sentir este nível, já sublimam com certa facilidade as excitações mais densas da sensação instintiva.
 O calor que é gerado pela energia intuitiva já não é fricativa e sim cósmica. Não atua para que sua duração seja eterna, não agride para que sua sensação seja benfazeja, não exige para que seu estado de ser não seja inconveniente.
 Esta reação é abrangente quando as forças cósmicas descem da percepção intuitiva (6o nível) e irrigam todo o complexo sensorial superior deste nível (5o nível), fazendo sua jornada em nível descendente, balsamizando todo rio energético que flue para os níveis mais baixos, trazendo bem-estar e equilíbrio ao corpo físico.
 A camada de energia que desce, chega ao corpo físico em condições energéticas de luz quando tudo está sem interrupções e quando não há bloqueios à sensação de se estar nas nuvens é a certeza de que se está em conexão com as energias deste nível.
 A profilaxia para esses níveis superiores só será entendida, quando o próximo corpo acima (mental-superior), estiver em condições de resolução energética. As próximas gerações já estarão a caminho do aprimoramento desse corpo. Por isso, somente quando bastante experienciados e equilibrados os níveis inferiores estiverem é que se poderá receber as forças energética superior desses níveis mais sutis.

   -Nível Mental-Superior: (chakra frontal)

 O sexto nível aborda sobre a função de uma visão mais expandida sobre a consciência do ser e a “Expressão Intuitiva”. É o catalisador para que esse processo ocorra.
 Quando nos relacionamos intuitivamente através da expressão, podemos dizer que fazer previsões futuras são condições naturais, porque a expressão da visão expandida leva o ser a estar sempre à frente, diante dos passos a serem dados e decisões a serem tomadas.
 Quando a expressão está intuitivamente assessorada por uma visão maior, tudo o que se deslumbra a frente pode levar a caminhos mais seguros e o que é melhor, longe das situações desencadeadoras de Karma.
 Enquanto lá em baixo a expressão é “instintiva” (processo muito mais físico), aqui já não há receios e inseguranças quanto ao caminho a seguir. A expressão do ser é angelical por estar próximo as fontes que irradiam força, luz e decisão a mente humana. Esse olho espiritual acompanha sempre o ser em sua jornada evolucional e às vezes pode ser obstruído por má formação energética, sempre originaria da base telúrica dos níveis físicos (emocional e mental), que alterados por condições indisciplinadas, levam energias espúrias aos altos cumes como este.
 No caso do corpo emocional isto pode acontecer ainda, mas em corpos mais sutis, acima do espiritual, esse processo já não se dá e a importância de que são levados estes dados, quanto mais se aplica o ser, mais estas zonas que podem estar afetadas são iluminadas, deixando passagem para que as forças cósmicas possam realizar seu papel de equilíbrio e estabilizados no fluxo energético do complexo espiritual (Yin/Yang).
 Toda formação contrária a uma visão muito mais aberta (refratariedade a mudança) leva a estados de escuridão mental e o processo da “venda nos olhos”, “ver e não enxergar” atua severamente, fazendo com que a caminhada reencarnatória seja difícil e pesada para o ser.
 Muitas vezes esses processos são de vidas passadas, muito anteriores e dependendo da dívida cármica, a nuvem acinzentada que paira neste nível permeia a visão do ser por longos tempos e muitas encarnações. Não basta a expressão de um olhar sem que a luz interna o permeie e se caso isso não acontece é porque grandes fatores sugestivos ainda ocorrem para embaçar o caminho dos que tentam trilhar uma jornada melhor.
 Pessoas com este nível obstruído não expressam uma energia expandida, tão bem sentida e visualizada por seres mais evoluídos. E se a expressão nos campos físicos são mais sinestésicos, aqui já são muito mais sentidas pelos que tem uma visão mais ampla. Pode-se perceber até como se age, veste e gesticula os corpo nos níveis mais superiores. É como se pudesse ver o ser como realmente é, pois a expressão desses, já habilita ao próximo a senti-la muito mais intensamente.
 O quadro profilático principal é sempre estar com a base (níveis inferiores) ativos, para que a fluência das energias, possa dar início a uma verdadeira transfusão de forças no ser.

   -Nível Superior- Espiritual- A Mônada- ( chakra coronário)

 É no sétimo nível que observamos a fusão do Yin/Yang, do superior com o inferior. É neste nível que se encontram sintetizados todos os componentes da estrutura do ser. No caso do corpo emocional, este nível abrange energias que irrigam e permeiam todo esse corpo, com condições favoráveis a um desfecho total de informação, que poderão conduzir o ser em sua caminhada reencarnatória no sentido de equilibrar-se emocionalmente.
 É neste nível que se originam (condição monádica) as freqüências de energias que atuam nesse corpo. O embrião da força que desce para o ser receber sua consagração de “Criação” que é. É a partir deste nível que se inicia a trajetória do sentimento, da sensação, da percepção e do sentido que depois de desdobrados na caminhada descendente vão atuando conforme a evolução da consciência.
 Podemos dizer que no trânsito das energias Yin/Yang é que todo o processo evolutivo da energia acontece e dependendo do nível de consciência, esses processos é que determina a trajetória reencarnatória, liberando o Karma de cada estágio da consciência.
 Aqui é o berço da energia emocional, aqui se prepara a alquimia da estrutura mágica que impele o ser em suas atuações, seus sentimentos e seu comportamento. O que vale é como pode estar a estrutura da máquina que processa a energia. Como está a fonte de cada nível em sua atuação. Preparando esse caminho, o homem poderá ter viagens mais satisfatórias em sua jornada.
 Quanto mais preparados estão os níveis (inferior/superior) mais harmoniosos é a condição da consciência.
 O caminho da energia que sai do sétimo nível é descendente, logo após sua poção estar preparada e reordenada pela força cósmica que rege este nível.Nesta trajetória vai irrigando os níveis abaixo, fazendo com que essa força cósmica, harmonize e faça o trabalho de equilíbrio de cada estação (nível) que passa. Se encontra bloqueios (originários das fases pretéritas do ser) perde parte de sua força, diminuindo assim o trabalho de beneficiamento que é sua tarefa prioritária. Os níveis próximos (os superiores) são bem mais beneficiados por estarem logo acima do espiritual e também serem os primeiros a receberem a carga cósmica oferecida.
 Já os níveis inferiores são carentes e pouco beneficiados pela força do sétimo nível, porém isto tem sentido por suas bases serem bem telúricas e não compatíveis com as forças cósmicas do sétimo nível.
 Neste caso, como tudo é parte de um grande planejamento ao invés de receberem totalmente ou em grande parte das forças que vem do alto, os níveis inferiores fazem sua tarefa de enviarem as forças telúricas para cima, a fim de serem purificadas e a pequena parte de que recebem do superior, transforma, equilibra e harmoniza os níveis mais baixos.
 No sétimo nível todas as intenções são santificadas pelas forças cósmicas e predominam energias de alto nível emocional, no caso desse corpo (o emocional).
 Dificilmente o sétimo nível recebe as incongruências dos níveis inferiores bloqueados em experiências menos evolutivas do ser e se mantém muito afastado de energias desequilibradas que possam passar pelo espiritual. Vibram numa sintonia de luz bastante clara e cristalina, iluminando toda a área do coronário em cada corpo em que atuam.
 Basicamente o ser não se preocupa com este nível, pois é quase autônomo. Tem sua vibração muito mais monitorada pelas forças superiores do que propriamente a consciência e para que tudo possa atuar como suas orientações pedem, o ser deve acima de tudo cultivar a confiança de que o superior de cada corpo esteja integrado com sua consciência, para que a caminhada seja regida antes de tudo, por quem sabe qual o plano a seguir.
 Emoções superiores desse nível tendem a elevar, sublimar e libertar a consciência de suas limitações, seus entraves e maus sentimentos, bloqueios que foi angariando na trajetória de sua jornada desde sua criação.

voltar