voltar

A ESTRELA QUE NOS GUIA

  Somos de Sírius, um sol de grandeza média. Sua rotação em nossa galáxia é três vezes maior (mais rápida) que o vosso mundo. A diluição de oxigênio e nitrogênio, rarifica o nosso alimento, de onde retiramos o nosso sustento - cada um retira somente o que lhe é necessário.

  Sua luz é de altíssima intensidade, devido à vibração da Suprema Força que o concebeu, pois todos o que aqui chegam já passaram por experiências de vidas como vocês.

  Chamamos estrela, por sua aura ser expandida em pontos que atingem milhões de quilômetros e tudo parte de sua fonte central (energia), que nos dá o privilégio da luz, sem limites - não há noites como em vosso mundo.

  Nossa natureza refulge em nuances coloridos, que parecem vosso mundo nos dias mais bonitos de sol e os animais cantam e glorificam o Grande Poder de Força que os criou.

  Tudo é agradecimento e em certas partes do plano, nos é dado à condição de dispersão para outras dimensões mais altas ou mais baixas, conforme a missão a ser executada.

  Nada é imposto, não há ninguém que esteja em inatividade, já superamos a inatividade e a ociosidade. Tudo é um processo de autoconsciência e o metabolismo de cada corpo, foi amoldando-se para que cada ser pudesse conter a energia que supera as perversões de uma alma, que experiencia na 3º dimensão, como alguns de vosso mundo.

  Sentimentos, intuições são considerados altamente prioritários, antes de qualquer decisão a ser tomada. Uma visão mais ampla faz com que possamos refletir antes de qualquer julgamento ao próximo e o egoísmo, já foi banido energeticamente da condição áurica de nossos corpos.

  Na dimensão em que mais estamos adaptados pela freqüência energética, nos apresentamos com corpos de luz, numa modelagem parecida como a vossa, porém, com algumas ausências de órgãos, que já não nos são necessários. O contato físico só existe em seres de dimensões mais densas, pela necessidade que a freqüência vibratória os exige, como o vosso da terceira dimensão.

  Características próprias dos seres de Sírius fazem com que o amor seja elevado acima de qualquer situação. Onde houver dúvidas, vai prevalecer sempre o que é melhor para o próximo e se alguma resistência que poderia soar como discussão existir, é por querer que a prevalência seja pelo outro irmão. Todos se consideram irmãos, mesmo que de outras raças - elas aqui também se diferem - somos colocados juntos para que a diferença seja um fator de elevação de sentimentos e afastar resquícios de preconceito, que possam estar ainda nas freqüências mais densas de nossos corpos espirituais. A saudade é sentimento que contornamos, por aspectos de acreditarmos que todos que fazem parte de nossas vidas, somente viajaram para outras dimensões e isso nos eleva a vontade de aprimorarmos ainda mais, pois acompanhar a subida dos que seguem a frente, são ensinamentos que recebemos desde o início da estadia nas freqüências altas de Sírius.

  O clima não apresenta extremos e por sermos seus colaboradores, nos oferece estações climáticas bastante equilibradas, o que nos dá oportunidade de nos deliciarmos com sua beleza e aproveitar seus ensinamentos, observando atentamente suas mudanças e movimentos que são perfeitamente sincronizados com o alto planejamento das Hierarquias que o promovem. A sensação de liberdade dos dias de temperatura amena, regida pelas brisas que afagam nossos rostos, ao transitarmos pelas vias de Sírius, nos enche de inspiração e a elevação do sentimento para a Força Maior que a isso nos permite é constante, causando a satisfação de executarmos bem nossas tarefas diárias.

  Já nas estações onde a temperatura tem uma leve baixa - pois precisamos delas em nosso metabolismo universal - a quietude e a interiorização eleva-nos ao discernimento, a meditação e a reflexão.

  Como se pode notar, não há extremos de condições climáticas, pois a natureza está em equilíbrio com o ser.

  Fontes de água puríssima, ornamentam pontos paradisíacos que não são vistos como um “Oásis”, mas sim fontes de inspiração para elevação do espírito, em comunhão com Deus. Assim somos parte integrante e atuante do meio onde vivemos.

  É útil poder saber que o trabalho que realizamos não é só em proveito do sustento familiar, mas sim longe do individualismo, participamos do ecossistema, trabalhando para o equilíbrio e harmonia da natureza. O sentido de trabalho já superou as forças do Ego e hoje quando pensamos em trabalho, a noção de “equipe” de “grupo” é totalmente compreensível e isso é antes de tudo, uma grande satisfação contribuir para o crescimento de todos e não somente de si mesmo.

  As virtudes que são conseguidas através do desenvolvimento de vivências passadas, são altamente cultivadas e o incentivo para tal propósito, está sempre vivo em nossos corações. A força de vontade, o altruísmo, a perseverança, a fraternidade, a amizade incondicional, são alguns sentimentos que prevalecem no dia-a-dia em Sírius.

  Como podem ver, a vida para todos tem muito valor e o peso maior está na compreensão de que fazemos parte de toda a Criação. Isso nos dá a sensação de vida, de estarmos vivos, de que fomos criados para uma felicidade infinita, pois viver em favor do trabalho criativo, como criaturas co-criadoras, faz parte da essência Divina que está implantada em cada ser. Não importa se em mundos menos evoluídos, o importante é ter certeza de que essa chama vive em nós. Senti-la, é um fator de preparação e lapidação da alma e quando esse ponto é atingido, já não é um paraíso que vai nos fazer sentir assim, mas o estado de equilíbrio interno, que nos trará a felicidade de que o Criador tem poder e atua em nossas vidas.

  A Criação nos proporciona certos privilégios, não por capricho, mas porque somos um mundo de dimensões acima do vosso e quando somos tocados no coração por um sentimento que nos aproxima de um outro ser, esse relacionamento não é tão concreto como o vosso. Mesmo não tendo a presença do outro, nosso estado de vibração é capaz de se preencher com a energia do sentimento do amor e perfeitamente supre a lacuna que ficou vazio por algum tempo, Estamos na maioria do tempo acompanhados de almas afins, o que nos dá o privilégio de ter várias almas gêmeas, pela compreensão estendida do sentimento de irmandade, fraternidade, amizade e respeito mútuo.A união de dois seres está ligada antes de tudo à tarefa evolucional do ser.

  Geralmente há sempre metas espirituais (jamais impostas), a serem atingidas. Há também a tarefa de abrigar novos seres que estão chegando ao plano da reencarnação, dando andamento ao ciclo de vida em nosso meio.

  A concepção de um ser em Sírius é um ato totalmente psíquico, ligado a processos que utilizam a energia criadora do coração e reações bio-químico-energéticas, para iniciar a formação do feto que ficará em formação durante seis dos vossos meses. Aqui essa formação é mais rápida, devido nosso organismo não utilizar mais certos órgãos, que em vos ainda são indispensáveis, como o aparelho digestivo, por exemplo.

  Em nosso caso é de grande funcionalidade e vital importância, órgãos como o aparelho respiratório e camadas da derme e epiderme, pois tem função vitalícia, trabalhando na diluição do oxigênio e nitrogênio retirados da nossa atmosfera, onde fazemos deles nossa respiração e alimentação. Nossas células são captadoras desses elementos, num processo idêntico ao de “osmose”, processo que ocorre em vossos pulmões.

  É natural que haja uma irradiação de energia muito maior, devido a esse processo e isso nos faz mais sútis, mais leves a maneira que vamos lapidando esse processo, daí consiste a possibilidade de eterizar nossa matéria.

  Constantemente vamos reciclando nossa consciência através de cursos e treinamentos que são para nós, a fonte do desenvolvimento intelectual, que visa preparar nossas futuras reencarnações. Esses treinamentos são feitos ao ar livre, não em salas. Simulamos vivências que nos permitem atualizar e elevar nossos estados emocionais, mentais, e etérico, diante de dificuldades que possam surgir em fases reencarnatórias. Daqui partimos para outros planos, no intuito de “reencarnação de ajuda” à grupos que tenham aceitado estágio em uma passagem na matéria. São estágios onde ficamos conhecendo todos os pormenores de um processo kármico e através de nossa escolha, vamos dar assistência ao grupo que também nos escolheu para a próxima reencarnação. As reencarnações são feitas em planos de dimensões sutis, como em Sírius ou em planos de terceira dimensão como o vosso. A migração de consciências de Sírius para outros planos é muito comum e muitos se sentem felizes por atender ao trabalho de ajuda a outros irmãos. As decisões partem das dimensões astrais, onde Irmandades Cósmicas trabalham no “Planejamento“ de nossas missões. Após o estágio preparatório na dimensão física, ao passar para a dimensão astral, lá são feitas as providências para possível migração para outros planos.

  Dimensão física é onde vivenciamos nossa existência corporal e passamos por exercícios preparatórios para sentir o que realmente desejamos como missão, o que se pode dizer como reencarnação. Nossa dimensão física é bem mais sutil que a vossa e nossos corpos físicos são bem mais fluidos. Isso nos dá a capacidade das viagens interestelares realizadas a grandes distâncias, como a que fazemos entre Sírius e a Terra, por exemplo.

  Essa passagem é possível porque já dominamos a ciência do salto quântico. Utilizamos portais interdimensionais ou cinturões celulares, onde a diferença entre tempo e espaço são superadas.

  Ultrapassando a velocidade da luz, nossas naves são capazes de materializar sua estrutura, com aparência visível aos vossos olhos, chegando a 3o dimensão física da Terra em curtíssimo espaço de vosso tempo. A finalidade dessas viagens interdimensionais é de fretamento de seres em estágio de futuras reencarnações em vosso mundo, análise de missões que já estão em curso, como também contato e visita aos irmãos de Sírius que se encontram em tarefa missionária.

  Esse contato pode ser físico (não muito comum), telepático ou em estado etérico – físico na saída através do sono. Geralmente são Naves-Mães que fazem esse trabalho, ficando às vezes, muito tempo, estacionadas na órbita terrestre, dependendo da tarefa a que foi enviada O sistema de propulsão dessas naves atua, como um sistema antigravitacional, invertendo a polaridade de átomos de matéria, formando um campo energético que duplica seu tamanho. Esse processo é idêntico às naves menores que descem ao plano visitado, dando-lhes a possibilidade de uma velocidade espantosa, como também as faz parar instantaneamente no ar, como se estivessem levitando. Esse sistema de propulsão também é usado em veículos que circulam em Sírius. Seus formatos já são diferentes das formas discóide das naves interdimensionais, da mesma maneira que vossos automóveis são diferentes das espaçonaves que construís. Suas finalidades em Sírius são na maioria mais lazer do que praticamente transporte, pois não temos um peso de gravidade tão denso como o vosso planeta. Isso nos dá flexibilidade de levitação, sempre que necessário, evitando congestionamentos de vias de acesso. A população de terceira dimensão apresenta sempre uma preocupação que é característica dos que são totalmente cônscios de sua tarefa como encarnados.

  Essa preocupação, longe de ser um estresse é um cuidado para que possíveis desvios não venham afetar o planejamento reencarnatório. Por isso, ao transitarem pelas ruas ou locais públicos, um alerta interno está sempre ativado para que incidentes não ocorram. Essa responsabilidade é nata do espírito de Sírius.

  Isso gera um meio de harmonia e tranqüilidade, que relaxa quem está transitando, como também os que estão trabalhando.

  Não há comércio propriamente dito como o vosso. Não se trabalha por proventos e sim por simples comércio de troca de utensílios.

  Todos trabalham no sentido de uma produção beneficiária e nas habitações só há o que pode ser usado como necessário. Nada falta, porém também não sobra nada a ninguém. A maioria das casas seguem um padrão de estilo de construção muito agradável e confortável para abrigar a família, que geralmente não passa de quatro pessoas e que não ficam muito tempo nela, pois a rotatividade de famílias entre células de aprendizado é grande.

  Cada célula apresenta um grande centro, onde são programados eventos “dinâmicos“ de estudos e educação, tanto para adultos, como os que estão iniciando a jornada.

  O trabalho braçal foi substituído por aprendizado e constitui a meta principal do estágio em Sírius, elevar a consciência dos que chegam e acompanhar o trajeto dos que partem. Os efeitos ilusórios da matéria, já foram dissolvidos por um estado de consciência, que visa antes de tudo uma valorização do ser que rege nossos caminhos, chamado “Eu Superior”.

  É um estado de comunhão com Deus, uma fé ardente e aspiração em sentimentos que nos dão novos padrões de conduta.

  Já não há mais a inquietação de amontoar pertences, pois em nossa caminhada evolutiva, aprendemos com nossos erros e experiências negativas, que a atitude do ser faz a sua existência e isso se apresenta muito forte em nossos corações.

  Sabemos que a humanidade da Terra em sua trajetória ascensional, chegará a um ponto como este, o de perceber seus valores reais e introduzir Padrões de Conduta que são totalmente diferentes aos atuais.

  Estamos certos que isso acontecerá muito breve, pois novos tempos estão chegando para a Terra. A torcida por vós é grande e todo espaço no sentido de abertura para esses novos valores que estão chegando é fundamental.

  Voltar-se para a intuição, melhorar a visão espiritual e aspirar ardentemente que haja constantemente abertura da consciência, para que energias mais sutis venham desvendar novos caminhos a seguir, levará essa humanidade a tecer rumos inimagináveis, como os que foram narrados nesta sucinta, porém verídica mensagem a todos os que possam se interessar.

  Paz à humanidade da Terra!


LUCIAN - Uma consciência de Sírius

Canal - José Roberto Gomes

voltar