voltar

A ação da Graça Divina

  A presença de entidades materializadas no plano de superfície da Terra acontece apenas em casos que haja necessidade de intervenções ou avisos importantes, que possam ser enviadas pela Hierarquia do grupo interno, que rege o Centro Espiritual visitado na Terra.

  Este procedimento não deveria ser uma rotina, pois o intuito maior do Grande Governo Celeste Central é de “criar” consciências autônomas, que deveriam procurar seus caminhos e encontrá-los apenas pela ação de crer, ter fé e confiar Naquele que os criou. Porém nem sempre é assim e enviados como visitantes do plano físico, conscientes de sua tarefa de orientadores e pacificadores, vêm para desenvolver certas ações engendradas pelas forças retrógradas, tentando colocar a humanidade em momentos delicados, tais como: uma eminente guerra nuclear. Conflitos como este podem fazer com que o homem de superfície ponha todo o plano a perder e para que isto possa ser desanuviado da já tão denegrida caminhada evolutiva do homem da Terra, esses Plêiades - consciência vindas de mundos sutis - apresentam-se nos momentos críticos de tensão, incentivando o desvio de certas decisões que praticamente eram dadas como “ordem de execução”.

  O plano físico já passou por vários dessas tensões conflitantes e irmãos que deveriam utilizar a responsabilidade administrativa que lhes foi incumbida, para levar seus colaboradores em direção a união e a paz, envolvidos totalmente pela ação caótica da Terra, acabam por levar todo o processo de evolução envolvido um planejamento da luz, para caminhos totalmente distorcidos de sua origem.

  Felizmente o homem da superfície não está só. Embora imperceptíveis, ações de luz envolvem o plano físico, por amor de irmãos que certos de que também esta humanidade um dia acordará de sua letargia, acompanham-os confiantes de que no final tudo sairá de acordo como a Força Maior quer.

  Apenas os caminhos que estão levando o homem para sua redenção deveriam ser revistos e refletidos por ele mesmo, pois não há necessidade de conflitos e destruição, somente a conscientização de não “estar só” na interação com o Universo, seria o bastante para evitar muito sofrimento.

  Seria um parto sem dor, um renascimento normal, pois a ajuda dos “Irmãos mais Velhos”, bastaria para a escolha de caminhos mais retos.

  A ação da Graça Divina jamais os esquece e por mais que os rumos sejam desviados, ainda assim vos será dado à ajuda necessária, pois o que vos guia é sábio, onipotente e onisciente e sabe de vossas necessidades maiores.

  Que vossas consciências possam abranger cada vez mais a ação desta Luz.

  

UM GUARDIÃO

Canal - José Roberto Gomes

voltar